10 lugares para conhecer no Peru perto de Cusco e Machu Picchu

 
Há muito para conhecer da rica herança inca no Peru. Em um dia é possível visitar vários sítios vizinhos à Cusco, parada obrigatória e ponto de partida para Machu Picchu. Partindo da cidade, há opções de roteiros de um dia também pelo Vale Sagrado dos Incas, uma das principais atrações do país. A região fértil abrange povoados e sítios arqueológicos às margens do Rio Urubamba, onde se desenvolveu a civilização inca. Ao programar sua viagem a Machu Picchu, não deixe de reservar tempo para visitar 10 lugares incríveis que listamos:


1. Sacsayhuamán

por dachalan (CC BY NC SA)

Foi provavelmente uma fortaleza ou um templo ao deus sol. Suas pedras gigantes e lisas se encaixam com perfeição com cortes singulares, típicos das obras incas. Hoje resta cerca de um quinto do conjunto, pois seus muros foram destruídos para construção de casas e igrejas pelos conquistadores. Proporciona uma ótima vista panorâmica de Cusco.


2. Kenko

por James Preston (CC BY)

Presume-se que a construção semicircular foi um dos santuários mais importantes da era inca. Seu nome significa labirinto na língua quíchua, por suas galerias subterrâneas e canais em ziguezague lavrados na rocha.


3. Tambomachay

por Madeleine Ball (CC BY SA)

O templo de culto à água e destinado ao descanso do chefe do Império Inca é composto por um canal, vários aquedutos e diversas cascatas de água que correm pelas pedras.


4. Ollantaytambo

por guacamoliest (CC BY NC SA)

Ponto de partida do caminho de Machu Picchu, o povoado é a única cidade inca ainda habitada e as ruínas formam um dos complexos mais monumentais do antigo império, com pedras megalíticas de acabamento impressionante. As construções exibem técnicas surpreendentes e peculiares e a pitoresca vila bem conservada é um verdadeiro legado arquitetônico.


5. Písac

por Kasia Trapszo (CC BY NC SA)

O sítio arqueológico próximo ao povoado é grandioso e um dos mais importantes do Vale Sagrado. A vila possui um típico e colorido mercado de artesanato e arquitetura mista de herança inca e colonial. As construções coloniais foram construídas sobre as bases das construções indígenas, prática comum utilizada pelo conquistador espanhol.


6. Pukapukara

por Benjamin Dumas (CC BY NC SA)

Acredita-se que era um quartel e local de hospedagem (tambo) para a comitiva do chefe inca durante temporada de descanso e banhos em Tambomachay, nas proximidades. O pôr do sol que muda as cores das pedras é muito apreciado.


7. Salineras de Maras

por Diego Delso (CC BY SA)

Desde os tempos pré-incaicos, o sal é obtido em Maras por evaporação de água salgada proveniente de uma corrente subterrânea local. A água salgada emerge em uma saída natural e é direcionada para um intrincado sistema de minúsculos canais construídos de forma que a água desça gradualmente para as várias centenas de piscinas rasas onde evapora e o sal se deposita. O sistema é um espetáculo impressionante que produz uma paisagem ímpar.


8. Moray

por Shawn Harquail (CC BY NC)

Ao lado da vila de Maras, o sítio arqueológico é composto por ruínas incas incomuns, constituídas por diversas depressões circulares em formato de terraços, com um sofisticado sistema de irrigação. Acredita-se que fosse um local de estudos dos efeitos do clima sobre o plantio, pois há uma variação de 15°C entre o primeiro e o último terraço.


9. Urubamba

por inyucho (CC BY)

Maior cidade do vale, Urubamba é indicada para uma parada por suas boas opções de restaurantes e hotéis, inclusive de luxo.


10. Chinchero

por Benjamin Dumas (CC BY NC)

A típica vila de ruas e escadarias íngremes possui casas características com esculturas de touros nos telhados, para trazerem sorte e prosperidade. A igreja barroca é interessante e é um centro de artesanato e tecelagem. O sítio arqueológico possui muros com pedras perfeitamente encaixadas e terraços agrícolas típicos da civilização inca.




 
© 2014. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff