10 atrações imperdíveis em Madri

 

Madri é a capital e a maior cidade da Espanha. Suas antigas construções registram o charme de sua história e seus museus icônicos mostram o melhor da arte espanhola. Seus extensos parques trazem a tranquilidade ao dia enquanto os clubes noturnos preparam-se para agitar a noite. Listamos 10 atrações imperdíveis para você aproveitar o que há de melhor em Madri:


1. Puerta del Sol

A Puerta del Sol é uma das praças mais conhecidas de Madri e, certamente, a mais movimentada. É o lugar onde é comemorado um dos mais famosos réveillons da Europa. O relógio localizado no edifício da Real Casa de Correos marca o tradicional ato de comer as doze uvas e o ínicio do novo ano. Lá encontram-se a estátua El Oso y El Madroño (o urso e a árvore), símbolo da cidade de Madri, e o Kilómetro 0, que marca o centro da rede de estradas espanhola, o ponto de partida de onde todas as distâncias rodoviárias são medidas. Seguindo pela Calle Preciados chega-se a grandes lojas como El Corte Inglés e FNAC e na Calle del Arenal encontram-se lojas de souvenires, cafés e restaurantes. Na Calle Mayor é possível apreciar uma das mais tradicionais confeitarias da cidade, a La Mallorquina.


2. Palacio Real

O Palácio Real de Madrid é o maior palácio da Europa, ocupando uma área de 135 mil metros quadrados. Apesar de não ser mais habitado pela família real, lá ainda acontecem recepções, cerimônias e atos oficiais. O interior da construção é finamente decorado com mármore espanhol, mogno e elegante tapeçaria. A Real Armería é uma importante coleção de armas e armaduras pertencentes aos reis da Espanha e outros membros da família real e a Galería de Pinturas mostra a coleção de obras de renomados artistas espanhóis. Fazem parte do Palácio dois jardins. Um deles, denominado Campo del Moro, encontra-se junto à fachada oeste e oferece um ambiente romântico e uma vista de tirar o fôlego. O outro, denominado Jardins de Sabatini, encontra-se junto à fachada norte e possui diversas fontes e estátuas de antigos reis da Espanha. Junto à fachada leste, entre o Palácio Real e o Teatro Real, encontra-se a Plaza de Oriente, composta de jardins com estátuas de reis espanhóis e no seu centro um monumento a Felipe IV.


3. Museo del Prado 

O Museu do Prado é um dos mais importantes museus de arte do mundo, com uma deslumbrante exibição de obras de grandes artistas europeus, como Velázquez, Goya, El Greco, Raphael, Rubens e Bosch. Dentre as obras imperdíveis, estão Las Meninas, de Velázquez, La Maja Desnuda, de Goya e A Santíssima Trindade, de El Greco. Se localiza no Paseo del Arte, que conecta os três maiores museus que formam o Triângulo de Ouro das Artes - Prado, Thyssen e Reina Sofía.


4. Plaza Mayor

A Plaza Mayor é um espaço histórico localizado no centro da cidade. Já foi o centro de grandes demonstrações públicas, espetáculos populares e touradas, mas atualmente o comércio é seu principal destaque. Lá encontra-se de tudo um pouco e para quem quer presenciar o seu tradicional mercado de Natal, basta passar por lá durante o mês de dezembro. No centro da praça encontra-se a estátua de Felipe III e seu edifício mais célebre é a Casa de La Panadería, cuja construção foi iniciada em 1590 e atualmente abriga o mais importante Centro de Informações Turísticas de Madri. A Plaza Mayor possui nove arcos de acesso, sendo o Arco de Cuchilleros o mais importante deles.


5. Parque del Buen Retiro

O Parque do Retiro é um lugar de descanso e de arte, um museu de esculturas ao ar livre. Existem inúmeras fontes e monumentos espalhados em meio aos jardins. Os mais conhecidos deles são o Monumento a Afonso XII e a Fonte do Anjo Caído, considerado o único monumento público que representa Lúcifer. Duas construções se destacam em meios aos lagos e à vegetação e são utilizadas para exibições temporárias: O Palácio de Cristal e o Palácio de Velázquez. Ambas as construções fazem parte do Museo Reina Sofía e têm entrada gratuita.


6. Museo Reina Sofía

O Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia mostra a arte contemporânea espanhola e abriga obras de pintores de renome, como Dalí, Miró e Picasso. Guernica, a obra mais famosa de Picasso, encontra-se lá e já vale a visita. Se localiza no Paseo del Arte, que conecta os três maiores museus que formam o Triângulo de Ouro das Artes - Prado, Thyssen e Reina Sofía.




7. Plaza de Cibeles

Nela situa-se a Fuente de Cibeles, a fonte mais famosa de Madri. Feita em mármore, o monumento representa a deusa Cibeles, símbolo da terra, da agricultura e da fertilidade. É nesta praça que são comemorados os títulos do Real Madrid. A praça é rodeada por importantes edifícios, como o prédio do Banco da Espanha, o Palácio de Linares, o Palácio de Comunicaciones e o Palácio de Buenavista, sede do Quartel General do Exército espanhol.


8. Gran Vía

A Gran Vía é a rua mais famosa de Madri, é um centro nervoso onde é possível encontrar movimento a qualquer hora do dia ou da noite durante todo o ano. A Gran Vía foi um projeto de décadas, uma obra colossal, onde a demolição de mais de 300 casas afetou cerca de 50 ruas. É a cara mais cosmopolita da cidade, conhecida como a Broadway Madrileña, onde a tradição e a vanguarda se entrelaçam, com seus teatros, cinemas, lojas e restaurantes. Sua importância, além de servir de ligação entre diversas zonas da cidade, se dá também por sua intensa atividade comercial, através de inúmeras opções de lazer e comércio moderno com a presença das mais importantes marcas, localizadas em grandes edifícios de significativo interesse histórico-arquitetônico.


9. Puerta de Alcalá

É um dos monumentos mais representativos e fotografados de Madri e tem sido ligado à história da cidade desde o século XVIII. Concebido como um arco triunfal, está localizado na Plaza de la Independencia, que leva a uma das artérias monumentais da capital, a Calle Alcalá.






10. Catedral de la Almudena

Sua construção foi iniciada por volta de 1883, com várias interrupções e inaugurada um século depois. É uma obra controversa, principalmente devido à mistura de estilos, resultado de várias mudanças em seus projetos. O resultado final, após o edifício ter sido dirigido por seis arquitetos diferentes e de forma intermitente, tem pouco a ver com o projeto original. Os afrescos apresentam influência bizantina, enquanto os vitrais têm um estilo puramente abstrato. O interior em estilo neogótico é moderno de uma forma única, com capelas e estátuas de artistas contemporâneos em estilos heterogêneos, de “revivals” históricos à Pop Art. Junto à Catedral há um Museu que dá acesso à cúpula, onde se pode desfrutar uma vista espetacular da cidade.


Veja também: Guia de Madri


 
© 2014. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff